Mousse de maracujá

>> segunda-feira, 8 de setembro de 2014


Ingredientes
1 lata de leite condensado
1 lata de suco de maracujá (utilize a lata do leite condensado como medida)
1 lata de creme de leite
1 pacote de gelatina sem sabor de 12g (1 envelopinho)
5 colheres de sopa de água para diluir a gelatina
1 colher de sopa de açúcar

Modo de preparo
Aqueça a água, sem deixar ferver – desligue o fogo quando as bolhinhas aparecerem. Despeje a água morna em um recipiente. Aos poucos e mexendo suavemente, adicione a gelatina em pó até acabar o pacote. Reserve.

Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite, o suco de maracujá e o açúcar.

Adicione a gelatina dissolvida ao batido do liquidificador. Bata novamente apenas para incorporar.

Despeje o líquido em uma travessa, ou distribua-o em taças ou forminhas. Se quiser fazer como o da foto, utilize uma forma plástica com fundo falso, untada com margarina sem sabor e sem sal.


Leve à geladeira por aproximadamente 5 h.

Está pronto!

Beijos e boa semana!
Paula

Read more...

Batido de morango e beterraba com pólen de abelhas

>> segunda-feira, 1 de setembro de 2014


A receita original é esta aqui do lindo blog Bocadinhos de Açúcar. Adaptei mas não abri mão da beterraba! Gosto muito. Seja cozida, crua e ralada, em sucos e... neste batido. Ao sorvê-lo, você sente o aroma e sabor dos morangos, porém o gosto da beterraba predomina finalizando o gole. Agradará muito a quem aprecia sabores sem interferência de temperos.



Ingredientes: (para 4 copos)
sumo de 1 beterraba pequena crua
1 xícara de água filtrada
10 morangos grandes sem folhas nem talo (usei congelados)
1 banana madura
1 copo de iogurte natural (usei integral da Nestlé de 170g)
2 colheres de sopa de mel
1 colher de chá de pólen por copo (opcional)

Material:
Liquidificador

Modo de preparo:
Descasque a beterraba, pique em cubos grandes, coloque os cubos no liquidificador com a água, processe. Coe o líquido e despreze os resíduos da beterraba. No copo do liquidificador despeje os morangos, a banana picada, o iogurte, o mel e o liquido da beterraba. Bata até ficar com consistência de vitamina. Está pronto!

Use o pólen para decorar.

Atenção: a receita original não tem açúcar ou adoçante. A minha, mesmo com mel, deixa o batido levemente (muito levemente) adocicado. Portanto, pode ser que para o seu paladar seja preciso açúcar que, neste caso, é sempre à gosto.























~.~

Hoje aproveito para responder algumas questões, a convite da Beth do blog Mãe Gaia. Eu peço desculpas pela demora, Beth, é pura falta de organização mesmo. Aí vai, finalmente, a minha contribuição para 'Brincar com Tags'.

O mundo seria muito mais feliz se ...
em lugar de criticar o próximo, dessemos bons exemplos através das nossas próprias ações; e aprimorássemos cada vez mais estas ações para nos tornarmos melhores. 

Uma amizade é realmente importante quando ...
é espontânea. Meus amigos não são espelhos meus. Ao contrário, eles têm sua própria maneira de ser e viver. Não retribuem uma gentileza minha e não esperam que eu retribua nada que façam por mim. Simplesmente há entre nós esta sintonia de amor que nos diverte, nos faz bem e que sentimos vontade de cultivar cada vez mais.

Paciência e tolerância são para mim ...
fundamentais para lidar com as surpresas da vida. Surpresas estas que nem sempre são agradáveis.

Algo que me irrita profundamente é ...
julgamento antecipado (pré-julgamento), seja de um fato ou de alguém. As pessoas deveriam conhecer muito bem um assunto, situação ou o que quer que seja, antes de emitir opiniões a respeito.

Acho que as pessoas mais humildes ...
são aquelas despojadas de ostentação – seja de conhecimento, seja de bens, seja do que for. Ostentação é um horror!

Quando o dia amanhece nublado eu ...
gosto. Assim como gosto do sol, gosto da chuva. Do frio e do calor. Mas nada em excesso, hein!

Uma qualidade indispensável nas pessoas é ...
a caridade!


fonte: https://www.flickr.com/photos/artangelstudio/4675557300/

Beijos e uma ótima semana!!!!
Paula


Read more...

Sangria sem álcool

>> segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Sangria é um nome que remete à minha infância. Nada a ver com bebida e tudo a ver com desenho. Um mangá: o Don Drácula. Passava na Rede Manchete no final da década de 70, no Clube da Criança. Programa infantil apresentado por Xuxa quando nem ela nem eu imaginaríamos que se tornaria um fenômeno da Rede Globo. Don Drácula era o título do desenho e também nome do personagem principal: um vampiro muito divertido, atrapalhado e desastrado. Sua filhinha chamava-se Sangria, vampirinha responsável e estudiosa que livrava o pai das encrencas. Gostava tanto deste desenho que muitos anos mais tarde comprei o DVD - de péssima qualidade, diga-se de passagem. Mas este é um blog de culinária e não memórias da infância nos anos 80 (êêhhh... fase boa!).

Apresento, então, outra Sangria. Sem álcool. As crianças aprovaram! É doce, refrescante e muito saborosa.


Usei suco de uva branca, ameixa argentina picada, morangos picados e também inteiros, uva branca e uva rosada (ambas Thompson - sem caroço), folhas de hortelã e um pouquinho de mel para adoçar. A quantidade... tudo à gosto! Pode se soltar sem medo! É apenas um suco com frutas. Estas delícias não tem regras e nem medidas.

Sirva gelada e com frutas frescas!






















~.~

Don Drácula e sua filhinha Sangria


Read more...

Back to TOP